Skip to main content
DestaquesInstitucionalNotícias

OAB SP e Sebrae-SP apresentam Programa Advocacia Empreendedora

By 1 de abril de 2022No Comments

Curso será híbrido, com aulas on-line direcionadas a autônomos, escritórios de advocacia e mulheres advogadas; e presencial, nas 254 subseções da entidade

 

A Ordem dos Advogados do Brasil seção São Paulo (OAB SP), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) paulista, apresentou hoje (1) o projeto gratuito de aperfeiçoamento da advocacia para a gestão empresarial, Advocacia Empreendedora 2022, durante a 1ª Jornada de Empreendedorismo Legal OAB SP/Sebrae-SP.

O programa é coordenado pelo presidente da Comissão de Empreendedorismo Legal da Secional, Afonso Paciléo Neto, para a cidade de São Paulo e litoral; pelo conselheiro da OAB SP, Nelson Massaki Kobayashi Júnior, para o interior do Estado; e por Anne Carolline Wilians Vieira Rodrigues, membro da Comissão da Mulher Advogada, responsável pela área de empreendedorismo social feminino.

Também estiveram presentes no evento, o vice-presidente da Secional, Leonardo Sica; a diretora secretária-geral da entidade, Daniela Marchi Magalhães; o presidente do Sebrae-SP, Tirso Meirelles; e a gestora estadual de projetos setoriais da instituição, Michelle Melo. A 1ª Jornada de Empreendedorismo Legal OAB SP/Sebrae-SP contou com transmissão ao vivo na WebTV OAB SP.

O curso de Advocacia Empreendedora será híbrido: nas trilhas on-line, direcionado para advogados autônomos, escritórios de advocacia e empreendedorismo feminino; presencialmente, ele será ministrado nas 254 subseções da entidade, em quatro módulos.

400 mil

De acordo com Sica, o programa Advocacia Empreendedora materializa uma proposta da gestão, alinhada com o Sebrae-SP no ano passado, para fortalecer, em especial, jovens advogados e pequenos escritórios. “90% dos profissionais da advocacia paulista (cerca de 400 mil trabalhadores) trabalha em escritórios de até dois ou três advogados, no máximo – muitas vezes, sem uma sociedade constituída –, daí a importância dessa parceria, para auxiliar a classe a atuar de forma mais efetiva na administração da justiça. Então, mais do que colaborar para que nossos profissionais sejam bem-sucedidos, nós estamos facilitando o acesso à justiça e melhorando sua distribuição para milhões de pessoas”, comentou o vice-presidente da OAB SP, na abertura do evento.

Tirso externou sua satisfação em receber a diretoria da Secional para a parceria em um programa de capacitação à jovem advocacia e de aperfeiçoamento para advogados de pequenos escritórios: “Ficamos honrados de, junto à OAB SP, desenvolver o empreendedorismo nesse setor. Lembrando que cada trabalhador da área tem uma dupla responsabilidade: além de defender o cidadão, atua em favor dos direitos da própria profissão – isso é muito importante para a sociedade e para a democracia do país. Acredito que o programa será um sucesso não só em São Paulo, mas em todo o Brasil, pois levaremos esse convênio para outros estados”.

“Esse processo que vamos começar aqui não tem fim. Por meio do projeto, os participantes vão ter condições de desenvolver gestão, marketing, o modelo de negócio necessário para aglutinar novos clientes, enfim, todo um contexto de conhecimento que vai estimular a vocação profissional e o empreendedorismo social, abrindo um networking extraordinário”, complementou o presidente do Sebrae-SP – instituição que conta com 450 escritórios espalhados pelo Estado, que darão suporte ao Programa Advocacia Empreendedora.

Paciléo destacou que o Empreendedorismo Legal já é uma realidade. “Vivemos uma nova era, onde o advogado se importa com o seu negócio, quer crescer e fazer mais pela sua realização profissional. Que esse projeto, com início em São Paulo, chegue mesmo a todo Brasil, porque somos mais de um milhão e 400 mil advogados que precisamos da mesma coisa – sentir que nosso trabalho está valendo a pena”, ressaltou o presidente da Comissão de Empreendedorismo Legal.

Consultoria

Segundo Kobayashi, mais de 2.700 pessoas se inscreveram no programa, que foi pensado, especialmente, para quem tem iniciado sua atuação profissional longe da Capital e dos grandes centros. “Vislumbramos a participação de advogadas e advogados de todo o país nos eventos da OAB SP, após o lançamento do Advocacia Empreendedora”, pontuou o conselheiro secional.

Para Anne, atualmente, a advocacia tem outra cara e o empreendedorismo é visto com um novo olhar: “Quando o assunto é empreendedorismo na advocacia, a gente fala para quem não teve espaço para colocar a sua doutrina, a quem ainda não tem o seu ‘lugar ao sol’, para auxiliar no exercício profissional, que é bem difícil. Se pensarmos na mulher advogada, ela só foi inserida nos espaços de poder por meio das cotas, o que colaborou para que Patricia Vanzolini [em São Paulo] e mais colegas representassem nossa categoria em outros estados. Espero que, juntos, possamos dar passos cada vez mais largos, para que tenhamos essa equidade viva”.

Michelle falou sobre o modelo da trilha estadual ofertada pelo Sebrae-SP/Secional, ao apresentar os cinco temas principais inclusos no programa: Sociedade Unipessoal, em que a OAB SP abordará os benefícios para advogados terem sócios; Planejamento Estratégico na Advocacia; Inovação no Mercado de Advocacia; Inteligência Emocional e Habilidades Socioemocionais da Mulher; Gestão Financeira e Fluxo de Caixa no segmento; e Competência e Habilidades no setor. “Ao final da jornada remota, cada participante terá a oportunidade de receber uma consultoria individual do Sebrae-SP, para colocar em prática tudo o que aprendeu durante o programa, que tem foco no aumento de faturamento de cada empresário”, enfatizou a gestora, salientando que as inscrições estão abertas até 25 de abril; acesse: https://bit.ly/3Lxc8DR.

Todas as palestras da 1ª Jornada de Empreendedorismo Legal OAB SP/Sebrae-SP podem ser assistidas neste link.